Instalação de cercas para piscina em sp
Por que as cercas para piscinas são importantes?
10 de novembro de 2016
Cercas para Pet - Safe for you
Raças que não conseguem nadar
10 de janeiro de 2017

Crianças: como aproveitar o verão na piscina com segurança

Instalação de cercas para piscina em sp

Crianças e piscina são uma combinação perfeita para diversão. Mas é importante seguir algumas medidas de segurança para garantir que a brincadeira não tenha consequências perigosas.

No Brasil, o afogamento é o segunda maior causa de morte entre crianças de até 12 anos, perdendo somente para os acidentes de trânsito, de acordo com dados da ONG Criança Segura. E em 50% dos casos, as piscinas são as responsáveis pelas mortes por afogamento.
A boa notícia é que esses acidentes podem ser prevenidos com algumas medidas simples de segurança. Confira as dicas para garantir que adultos fiquem mais tranquilos e que as crianças brinquem na piscina livres de riscos e acidentes.

Adeque sua piscina para os pequenos

Segundo o Departamento Científico de Segurança da Criança, da Sociedade Brasileira de Pediatria, a maioria dos acidentes por submersão com crianças de até 4 anos de idade acontece em casa. Por isso, é essencial seguir as recomendações de segurança, incluindo a instalação de aparatos e medidas preventivas. Confira:

1. piscina cercada: instale cercas de proteção removíveis de 1,10 metro de altura. O portão para a cerca deve estar sempre trancado quando a piscina não estiver sendo utilizada. Recomendamos que seja instalado um portão automático com trava magnética e sistema de dobradiças com molas. Esse modelo de portão fecha e trava sozinho evitando assim que permaneça aberto e dando mais tranqüilidade aos pais.

2. pisos antiderrapantes: instale um material antiderrapante ao redor da piscina para evitar escorregões e quedas. Alguns tipos de materiais disponíveis no mercado são:

  • pisos atérmicos;
  • pisos emborrachados;
  • decks de madeira;
  • e o fulget, um piso de material áspero que permite composição com outras pedras.

3. cuidados com o maquinário: todos os equipamentos de manutenção e limpeza devem ser desligados enquanto a piscina estiver em uso, para evitar riscos de sucção.

4. atenção aos detalhes: verifique se o piso ou o fundo da piscina não apresenta buracos ou objetos quebrados que possam ser cortantes. Além disso, acessórios como escadas possuem espaços que podem prender uma criança sob a água. Por isso, certifique-se de que esses objetos tenham um tamanho e posicionamento seguros.

como-aproveitar-o-verao
Aprenda as normas de segurança e eduque as crianças

Não basta equipar a sua piscina com todos os aparatos de segurança se você não segue uma conduta correta. O Departamento Científico de Segurança da Criança apresenta quais são as medidas a serem tomadas:

• supervisão de um adulto: crianças com menos de quatro anos de idade sempre devem estar acompanhadas de um adulto dentro da piscina. Evidentemente, o adulto deve estar lúcido e nunca sob efeito de álcool ou drogas. Também é importante ter presente alguém que seja capaz de realizar um atendimento de primeiros socorros.
• coletes e boias: a Sociedade de Pediatria recomenda o uso de coletes com tamanho adequado para crianças com menos de 4 anos, isso porque as boias de braço podem ser facilmente retiradas pela criança. As boias tipo “pneu”, que ficam ao redor do corpo, são altamente contra indicadas, já que podem escorregar facilmente e sair do corpo de uma criança.
Especialistas ainda ressaltam que aulas de natação não garantem que uma criança pequena (de até 4 anos) saberá evitar um afogamento. Por isso, você sempre deve vigiar seu filho, mesmo que ele já tenha aprendido a nadar. Uma vez que a criança esteja maior, você deve ensinar todas as regras de segurança em uma piscina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat